Recife é uma cidade histórica que tem grande influência dos holandeses. Foi chamado de Mauritsstad (Cidade Maurícia) durante quase trinta anos. Os holandeses invadiram o Brasil várias vezes, na Bahia e no Pernambuco. Em 1624, eles invadiram Salvador (BA), capital do país a época. Já em 1630, eles decidiram invadir p Pernambuco, sendo que essa posse permaneceu por 24 anos. Durante esse tempo eles controlaram quase toda a região Nordeste do Brasil. O que eles realmente estavam interessados era o açúcar, pois o Brasil era um grande produtor da cana-de-açúcar. E o Pernambuco e a Bahia eram umas das principais locais que ela era produzida, juntamente com São Paulo e parte do Rio de Janeiro.

A área conquistada pelos holandeses, durante esse período que durou 24 anos, ficou conhecida como Nova Holanda (ou Brasil Holandês). A ocupação não durou tanto tempo assim, porém deixou algumas marcas. A região da atual cidade do Recife era uma zona pantanosa, e os holandeses mudaram isso. A invasão já foi estudada por inúmeros investigadores em busca de saber se houve vestígios de sua arquitetura e urbanismo. O conde Maurício de Nassau chegou a Pernambuco em 1637, com o intuito de avalizar o comércio do açúcar produzido no Brasil. Maurício de Nassau também foi quem fez a Nova Holanda progredir, ele ladrilhou diversas ruas, além de construir muitos asilos e hospitais.

Somente em 1645 foi que os portugueses, com o apoio da Inglaterra, conseguiram expulsar os holandeses do Brasil. Apesar de ter sido uma invasão, o Brasil não seria o que é hoje sem essa mistura de culturas que cada país trouxe. O povo holandês, por exemplo, trouxe boa parte de sua cultura para o Brasil, sobretudo no Nordeste. Além disso, as melhorias que fizeram no país foram diversas, por exemplo, a urbanização de Recife, que contribuiu para seu desenvolvimento.

Categoria: historico

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.

  • Turismo Sustentavel

  • Educação Ambiental

  • Meio Ambiente

  • Brasil Sustentavel